Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 30/04/2014
  • 15:55
  • Atualização: 15:56

EPTC dá prazo de 15 dias para começar a punir taxistas pela falta de uniforme

Motoristas que forem flagrados sem vestimenta padrão serão multados em R$ 90

  • Comentários
  • Lucas Rivas / Rádio Guaíba

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) concedeu um prazo de 15 dias para que os taxistas de Porto Alegre possam adquirir a vestimenta padrão determinada pela prefeitura por meio de uma resolução que entra em vigor nesta quinta-feira. Após esse período, fiscais já poderão aplicar multas administrativas, de R$ 90, aos motoristas que não estiverem uniformizados durante o horário de trabalho.

O uso de bermudas para os condutores foi liberado, porém as mulheres taxistas estão proibidas de trabalhar usando saia. Os motoristas devem utilizar vestimenta composta por camisa social (manga curta ou longa) ou camisa polo na cor azul e calça social, jeans ou bermuda em cor escura. As peças devem ser lisas, sem estampas, manchas ou descolorações. Também não é permitido o uso de chapéus ou bonés. O taxista pode optar ainda entre calçados fechados e sandálias.

Segundo a EPTC, mais de 10 mil profissionais conduzem os 3.920 táxis da Capital. O Sindicato dos Taxistas de Porto Alegre (Sintaxi) já havia manifestado apoio a padronização da vestimenta.

Bookmark and Share