Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 30/04/2014
  • 17:50
  • Atualização: 17:51

Secretaria adverte que Copa do Mundo pode aumentar circulação viral no RS

Vacinação busca criar imunidade coletiva e diminuir incidência de gripe

  • Comentários
  • Camila Kila / Rádio Guaíba

A expectativa da vinda de pessoas de diversas nacionalidades em função da Copa do Mundo, em junho, deixa em alerta as autoridades para o aumento na circulação viral no Rio Grande do Sul. A coordenadora do Programa de Imunizações da Secretaria Estadual da Saúde (SES), Tani Ranieri, fala que, além da gripe, outros vírus com transmissão respiratória também podem circular em território gaúcho, devido a fatores propícios como o frio.

Conforme ela, as autoridades sanitárias estaduais e municipais estão preparadas para investigar casos de doenças constatadas após a chegada de visitantes, bem como intervir no sentido de reduzir a proliferação. A fim de evitar a contaminação, Tani lembrou, ainda, que as pessoas devem estar atentas a cuidados como ventilar ambientes, não partilhar alimentos, copos e objetos pessoais, além de higienizar as mãos com frequência, utilizar álcool gel e cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar.

Segundo ela, é importante que um grande número de pessoas se vacine contra a gripe, em especial os integrantes dos grupos de risco, mais suscetíveis a complicações. Com isso, é criada uma imunidade coletiva, ajudando a reduzir a circulação viral.

A campanha nacional de imunização oferece doses gratuitas para idosos, crianças entre seis meses e dois anos, grávidas, mulheres que deram à luz há até 45 dias, doentes crônicos, indígenas, trabalhadores da saúde e presos. Desde o dia 22, 1 milhão de pessoas já foram vacinadas no Estado. A campanha segue até o dia 9 de maio.

Bookmark and Share


TAGS » Saúde, Geral, Gripe