Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 02/05/2014
  • 10:31
  • Atualização: 11:18

Promotora explica razões do parecer contrário à soltura de médico

Decisão da prisão não foi baseada em depoimento de suspeitos da morte do menino Bernardo

  • Comentários
  • Fernanda Pugliero / Correio do Povo

Em entrevista à reportagem do Correio do Povo, nesta sexta-feira, a promotora da Infância e da Juventude de Três Passos, Dinamárcia Maciel, relatou os motivos que a levaram a emitir parecer contrário à soltura do médico Leandro Boldrini, um dos suspeitos de envolvimento na morte do menino Bernardo. Ela deixou claro que a decisão da prisão dele não foi baseada em depoimentos e, por isso, acredita que o juiz Marcos Agostini não concederá o habeas corpus ao pai de Bernardo. 

• Leia mais sobre o caso Bernardo

De acordo com a promotora, o advogado do médico, Jader Marques, sustentou o pedido de habeas corpus com base no depoimento da madrasta Graciele Ugulini, que inocentou o marido. Dinamárcia afirmou, no entanto, que a prisão dele está baseada em outras provas. “O meu parecer foi contrário à soltura, porque o decreto de prisão dos três (pai, madrasta e amiga) não se apoiou unicamente em depoimentos. Têm outros elementos”, justificou a promotora.

Se o pedido de liberdade for negado pelo juíz, o advogado deve recorrer ao Tribunal de Justiça (TJ). A promotora informou que a Câmara Criminal que for definida para tratar do recurso, caso houver, ficará vinculada ao processo. Para a promotora, o tribunal deveria se sensibilizar com a situação de Três Passos e não conceder o habeas corpus.

Dinamárcia defendeu ainda que a leitura do inquérito, quando finalizado, deve ser feita na cidade de origem do caso e não em Porto Alegre, como cogitou a imprensa local.

O médico Leandro Boldrini está detido na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), na região Carbonífera. A enfermeira Graciele Ugulini está na Penitenciária Modulada de Ijuí, no Planalto Médio, enquanto a assistente social foi transferida para a Penitenciária Feminina de Guaíba, na região Metropolitana.

Bookmark and Share