Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
17º 26º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

02/05/2014 13:27 - Atualizado em 02/05/2014 14:05

Parque do Gasômetro é instituído nesta sexta-feira

Área compreende o Museu do Trabalho, a Praça Brigadeiro Sampaio e a Usina do Gasômetro

Área compreende o Museu do Trabalho, a Praça Brigadeiro Sampaio e a Usina do Gasômetro<br /><b>Crédito: </b> André Ávila
Área compreende o Museu do Trabalho, a Praça Brigadeiro Sampaio e a Usina do Gasômetro
Crédito: André Ávila
Área compreende o Museu do Trabalho, a Praça Brigadeiro Sampaio e a Usina do Gasômetro
Crédito: André Ávila

O espaço público chamado Corredor Parque do Gasômetro foi instituído nesta sexta-feira a partir da sanção pelo prefeito José Fortunati de uma lei aprovada pela Câmara Municipal. A área já está demarcada como local de preservação natural e cultural, mas ainda não há definição do que deve ser feito na região, que compreende o Museu do Trabalho, a Praça Brigadeiro Sampaio e a Usina do Gasômetro, além de vias das redondezas. Um grupo de trabalho, com participação da sociedade civil, deve apresentar em 90 dias as diretrizes do que deve ser realizado no espaço.

“Através de diálogo e negociação, chegamos a este momento. É uma das áreas mais nobres por tudo o que representa”, destacou Fortunati. O vice-prefeito Sebastião Melo lembrou que a emenda ao Plano Diretor tem algumas limitações técnicas, em razão da propriedade dos territórios, mas que a vontade dos moradores da Capital será considerada para a formulação do projeto. “Todos têm uma opinião e todas são bem vindas”, afirmou.

Parque Corredor do Gasômetro

A criação do Parque Corredor do Gasômetro estava prevista desde 2009, quando foi aprovada pela Câmara Municipal a revisão do Plano Diretor De Desenvolvimento Urbano Ambiental (PDDUA). A definição do parque foi incluída à época por duas emendas do vereador Engenheiro Comassetto (PT). Ele defende que seja criado um corredor entre as praças até o Gasômetro. Para isso, seria necessário o rebaixamento da avenida João Goulart. “São dez anos de luta nesse processo. Conseguimos ter oficialmente o parque, mas continuaremos defendendo o conceito de melhor parque”, salientou o parlamentar.

Por outro lado, a coordenadora do Movimento Viva Gasômetro, Jacqueline Sanchotene, disse que a entidade não pretende sugerir grandes transformações na região. Ela deve participar do grupo de trabalho formado e colocar a necessidade de passeios públicos, área de brinquedos para as crianças e aparelhos de ginástica. “No nosso entendimento, queremos áreas verdes e passeios”, disse. Ela lembrou que foi incluída no parque a Usina de Gás Carbonato, prédio de 1864, que deverá abrigar um museu de antropologia.

O presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereador Professor Garcia (PMDB), comentou que local é especial, porque é ocupado pela população. Para apoiar projeto, a moradora mais antiga do local, Renée Rive Oliveira participou da solenidade de sanção da lei, no gabinete do prefeito em Porto Alegre. Ela reside na rua General Salustiano há 60 anos.


Bookmark and Share


Fonte: Karina Reif / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.