Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 03/05/2014
  • 10:27
  • Atualização: 10:34

Tribunal no Egito condena 102 apoiadores de Morsi a dez anos de prisão

Membros da Irmandade Muçulmana serão monitorados após cumprimento da pena

  • Comentários
  • AFP

Um tribunal do Egito condenou 102 apoiadores do presidente deposto Mohamed Morsi a dez anos de prisão neste sábado, em função de protestos violentos, segundo divulgado pela emissora estatal de televisão. Os condenados continuarão sob vigilância da polícia por um período de cinco anos após o fim da pena.

A decisão contra os membros da Irmandade Muçulmana está relacionada com os protestos após a queda de Morsi, deposto por um golpe militar em julho do ano passado. Os promotores acusam os condenados de associação ilegal para causar dano moral e material a outros e à propriedade pública, além de posse de arma.

Bookmark and Share