Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 03/05/2014
  • 16:00
  • Atualização: 16:12

Licitação prevê instalação de alarme e câmeras no Palácio da Polícia

Ladrões tentaram roubar busto de Plínio Brasil Milano, patrono da Polícia Civil, nessa sexta-feira

Ladrões tentaram roubar busto de Plínio Brasil Milano, patrono da Polícia Civil, nessa sexta-feira | Foto: André Ávila

Ladrões tentaram roubar busto de Plínio Brasil Milano, patrono da Polícia Civil, nessa sexta-feira | Foto: André Ávila

  • Comentários
  • Jerônimo Pires / Rádio Guaíba

Depois que bandidos tentaram furtar a estátua de Plínio Brasil Milano de dentro do Palácio da Polícia, em Porto Alegre, o chefe de Polícia, delegado Guilherme Wondracek, ordenou a ampliação da segurança em pontos considerados cruciais do prédio. De acordo com o policial, uma licitação para a instalação de alarmes e o monitoramento através de câmeras de segurança já foi encaminhada. Wondracek, porém, não dá prazo para que os equipamentos comecem a funcionar.

O chefe de Polícia ressaltou ainda que não havia como o invasor acessar áreas vitais do prédio. Ele fala que sala onde são armazenadas as armas e o Centro de Tecnologia da Informação dispõem de vigia constante, além de ficarem em salas-cofre.

A tentativa de furto ocorreu na madrugada desta sexta-feira. O ex-delegado e advogado Plínio Brasil Milano é considerado o patrono da Polícia Civil. A estátua fica localizada no andar térreo do Palácio. Uma porta secundária, que dá acesso à recepção principal, foi arrombada. Wondracek supõe que os criminosos tenham tentado levar o busto pensando se tratar de um objeto de bronze. Ao verificarem o engano, desistiram do furto, talvez em função do peso da estátua. O delegado acredita que os ladrões sejam usuários de droga. A ocorrência foi registrada na 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, que fica no próprio Palácio da Polícia.


Bookmark and Share