Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
15º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Saúde

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

05/05/2014 10:44 - Atualizado em 05/05/2014 10:59

Seis mil são internados no RS por automedicação em 2013

Farmacêuticos distribuem placebos para alertar sobre uso incorreto de remédios

Em 2013, 6 mil pessoas foram internadas em hospitais gaúchos por intoxicação devido ao uso incorreto de medicamentos. O alerta foi feito pelo Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande do Sul (CRF-RS) nesta segunda-feira, Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos. Segundo o secretário-geral do CRF-RS, Maurício Schüler Nin, a cada quatro pessoas, três se automedicam. No ano passado, 60 mil pessoas foram internadas no Brasil por intoxicação após ingestão incorreta de medicamentos.

Para alertar sobre os riscos da automedicação, o CRF realiza nesta segunda uma ação na Esquina Democrática, no Centro de Porto Alegre. Os farmacêuticos criaram um medicamento fictício, placebo, que é oferecido gratuitamente para quem passa pelo local. 

Também é distribuído material informativo e realizada pesquisa sobre o assunto. Os farmacêuticos verificam se as pessoas perguntaram para que serve o medicamento, quais são as contra-indicações e como tomar o remédio. Também é verificado quantos recusaram a medicação. 

De acordo com o CRF, a automedicação sem orientação de um farmacêutico ou de um médico pode levar a consequências graves, como interferir em tratamentos, mascarar sintomas de doenças importantes e ampliar efeitos adversos de outras prescrições. 

Bookmark and Share


Fonte: Vitória Famer / Rádio Guaíba





» Tags:Saúde Geral

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.