Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 05/05/2014
  • 19:38
  • Atualização: 19:39

Ministro da Agricultura declara que o Brasil está livre da lagarta da maçã

No total, cerca de 100 mil plantas hospedeiras foram erradicadas no RS e SC

  • Comentários
  • Lucas Rivas / Rádio Guaíba

O ministro da Agricultura, Neri Geller, participou nesta segunda-feira em Vacaria, nos Campos de Cima da Serra, da assinatura que declarou a erradicação da praga Cydia pomonella, conhecida como lagarta da maçã, do Brasil. O evento ocorreu na Estação Experimental da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e contou com a presença de autoridades locais e produtores. De acordo com o ministro, a erradicação é uma notícia relevante, já que a praga atinge diversos países, como Uruguai, Estados Unidos e Argentina.

Dentre as medidas realizadas pelo ministério, por meio do Programa Nacional de Erradicação da Cydia pomonella, estão a instalação e monitoramento de mais de 10 mil armadilhas e a captura de mais de 20 mil exemplares da praga. No total, cerca de 100 mil plantas hospedeiras foram erradicadas em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, estados que respondem por 95% da produção nacional de maçã.

A partir de agora, a instituição deve proceder a revisão dos requisitos fitossanitários de importação aos países exportadores de produtos considerados hospedeiros da praga e a elaboração de plano de contingência.

A praga foi detectada no território nacional pela primeira vez em 1991 e a última captura ocorreu em novembro de 2011. Segundo a Convenção Internacional para a Proteção de Vegetais (CIPV), as áreas produtivas podem ser declaradas livres da praga depois de dois anos da última ocorrência identificada.

Bookmark and Share


TAGS » País, Rural