Porto Alegre, sábado, 22 de Novembro de 2014

  • 05/05/2014
  • 22:10
  • Atualização: 22:17

Polícia aguarda testemunhas de esfaqueamento de cobrador a passageiros

Funcionário da Carris alegou ter se defendido dentro do ônibus T2

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Polícia Civil investiga o caso envolvendo um cobrador da linha T2, da empresa Carris, que esfaqueou e feriu dois passageiros na noite de sexta-feira em Porto Alegre. Conforme o delegado Gabriel Bicca, da 4ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (4ªDHPP), até esta segunda-feira nenhuma testemunha apareceu momento para ajudar no entendimento do ocorrido. A versão dada pelas duas vítimas é de que o cobrador ficou indignado com as reclamações da demora na saída do coletivo do terminal, situado ao lado da praça Itália, entre as avenidas Borges de Medeiros e Praia de Belas.

Houve muita discussão dentro do ônibus. O cobrador desceu então do veículo e buscou uma faca na cozinha do terminal, que serve como apoio logístico. Ao retornar é que ocorreu a agressão. Os dois passageiros esfaqueados foram socorridos pelo Samu e levados ao Hospital de Pronto Socorro (HPS). Policiais militares do 1º BPM compareceram no local, sendo preso o cobrador. Depois, uma equipe da própria 4ªDHPP iniciou o trabalho investigativo.

Bicca explicou que a versão apresentada pelo cobrador, de 31 anos, é de que se defendeu das agressões dos passageiros mais irritados. Observando que o coletivo onde aconteceu o fato não possui câmera de monitoramento, o delegado espera agora o comparecimento dos outros cerca de 40 passageiros que estavam presentes. A 4ªDHPP fica localizada na rua Nunes, 114, no bairro Medianeira, e atende pelo telefone 3354-2725.


Bookmark and Share