Correio do Povo

Porto Alegre, 19 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
13º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

11/05/2014 10:50 - Atualizado em 11/05/2014 11:00

"Mãe de coração" abraça e distribui carinho para 40 filhos

Educadora Social Vanessa Freitas ajuda a cuidar de crianças de duas instituições assistenciais

Educadora Social Vanessa Freitas ajuda a cuidar de crianças de duas instituições assistenciais<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti
Educadora Social Vanessa Freitas ajuda a cuidar de crianças de duas instituições assistenciais
Crédito: Ricardo Giusti
Educadora Social Vanessa Freitas ajuda a cuidar de crianças de duas instituições assistenciais
Crédito: Ricardo Giusti

Biológico, ela não possui filho nenhum. Mas, de coração, tem mais de 40. Vanessa Freitas de Oliveira é educadora social e há pelo menos quatro anos trabalha distribuindo carinho. Ela ajuda a cuidar de crianças de duas instituições assistenciais em Porto Alegre: a Casa Lar Sabiá 1, no bairro Restinga, e o Pão dos Pobres, na Cidade Baixa. Os 'filhos' dela têm entre 3 e 18 anos. A maioria busca, nas instituições, o que tem faltado a eles em casa: um bom prato de comida, educação, lazer, recreação e atenção.

"Eles chegam até nós com um monte de pontos de interrogação e sempre os recebemos com os braços abertos. Sabemos que, dentro de suas próprias famílias, muitas vezes, eles não encontram condições para crescer e se educar", avalia Vanessa.

A educadora social conta que, antes de trabalhar, foi voluntária, pois recebeu bons valores em casa, da mãe, Tânia, e do pai, Ceci. "No mundo em que eu vivo, vejo muita gente escolhendo ir para o lado ruim, mas meus pais sempre me ensinaram a cultivar o bem", resume.

Um grupo de amigos, imbuídos do mesmo sentimento de solidariedade, também ajudou a fortalecer a ideia de atuar com ações beneficentes. "Às vezes, reunimos pessoas nas comunidades para arrecadar roupas e brinquedos. Fazemos isso em praticamente todas as datas comemorativas", cita.

O apego às crianças é tanto que Vanessa aprendeu a gostar de exercer o papel de "mãe social". Como a intenção não é se desvencilhar desse ramo, atualmente, aos 23 anos, ela sonha em poder cursar e seguir a carreira de assistente social. "Gosto muito do que eu faço. Tento dar amor e carinho. E me considero mãe, sim, daqueles pedacinhos de gente."

A Casa Lar Sabiá 1, mantida pela Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc), ligada à Prefeitura de Porto Alegre, garante o atendimento personalizado a crianças e adolescentes e se aproxima do modelo familiar e doméstico. A Fundação Pão dos Pobres também se dedica a desenvolver projeto de vida aos pequenos e aos jovens, a maioria em situação de vulnerabilidade social, pobreza ou violação de direitos.

Bookmark and Share


Fonte: Cintia Marchi / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.