Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
23ºC
Amanhã
19º 29º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

15/05/2014 01:52 - Atualizado em 15/05/2014 02:11

Polícia prende mais de 80 estudantes em novo dia de protestos na Venezuela

Manifestantes pedem libertação de detidos na semana passada

Oitenta estudantes foram presos em manifestações<br /><b>Crédito: </b> Juan Barreto / AFP / CP
Oitenta estudantes foram presos em manifestações
Crédito: Juan Barreto / AFP / CP
Oitenta estudantes foram presos em manifestações
Crédito: Juan Barreto / AFP / CP

Ao menos 80 manifestantes foram detidos nesta quarta-feira, após uma marcha de estudantes opositores próxima à sede do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), agência das Nações Unidas, em Caracas. As detenções foram realizadas pela Guarda Nacional Bolivariana (GNB) e confirmadas pelo general Manuel Quevedo, responsável pelo comando regional.

A marcha saiu da Praça Brión de Chacaíto, pela manhã,  no leste da capital, e tinha como objetivo entregar um documento ao Ministério Público para pedir a libertação 243 estudantes presos na semana passada. Segundo a imprensa local e informações publicadas por entidades estudantis venezuelanas no Twitter, o documento também pede o “fim da repressão” por parte da polícia na dispersão dos protestos no país.

Na quinta-feira, é esperada a chegada da comissão de chanceleres da União de Nações Sul-Americanas (Unasul). A oposição suspendeu os diálogos após a prisão de estudantes na semana passada e informou que entregará um balanço da ação policial na ocasião.

O presidente Nicolás Maduro acoselhou a oposição a não resistir aos diálogos, pois representa uma má influência de grupos radicais da direita no país.

O Ministério Público venezuelana investiga denúncias de violações de direitos humanos na repressão aos protestos e admite que abusos foram cometidos. O governo, no entanto, alega que está reprimindo somente atos de vandalismo que afetam a "institucionalidade" e a ordem pública no país.




Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.