Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 15/05/2014
  • 22:59
  • Atualização: 23:04

Pais de alunos seguem evitando transporte escolar em Faxinalzinho

Prefeito tenta audiência com Ministro da Justiça para resolver tensão entre índios e agricultores

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Os moradores de Faxinalzinho, no Norte gaúcho, seguem apreensivos mesmo duas semanas após o confronto entre agricultores e indígenas que resultou no assassinato de dois fazendeiros. Segundo o vice-prefeito James Torres, as aulas foram retomadas nessa quarta-feira, mas os pais ainda preferiram dispensar o transporte escolar nesta quinta para levar pessoalmente os filhos ao colégio.

Não há bloqueios de estradas e o policiamento segue reforçado na região. A tensão decorre da disputa de terras demarcadas como indígenas pelo governo federal, arrendadas pelos produtores.

O prefeito Celso Pelin permanece em Brasília, onde participa da Marcha Nacional dos Prefeitos, e deve retornar nesta sexta a Faxinalzinho. Segundo o vice, até o fim da tarde não havia qualquer aceno do Ministério da Justiça em receber Pelin ou antecipar uma reunião de conciliação entre indígenas, agricultores e a Prefeitura, marcada para o dia 22, na Capital federal. Os índios já adiantaram que não enviarão representante.


TAGS » Geral, Faxinalzinho