Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
14º 29º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

20/05/2014 12:33 - Atualizado em 20/05/2014 13:29

Gabrielli isenta Dilma de responsabilidade por Pasadena

Ex-presidente da Petrobras afirmou que refinaria era estratégica para Brasil

Ex-presidente da Petrobras afirmou que refinaria era estratégica para Brasil<br /><b>Crédito: </b> Antônio Cruz / Agência Brasil / CP
Ex-presidente da Petrobras afirmou que refinaria era estratégica para Brasil
Crédito: Antônio Cruz / Agência Brasil / CP
Ex-presidente da Petrobras afirmou que refinaria era estratégica para Brasil
Crédito: Antônio Cruz / Agência Brasil / CP

Depois de ter declarado à imprensa em abril que a presidente Dilma Rousseff não poderia fugir à responsabilidade dela no episódio da compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA) pela Petrobras, o ex-presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli recuou em esclarecimento nesta terça-feira. Ao falar à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado, ele disse que a presidente, não foi responsável pela compra da refinaria, já que as decisões do Conselho de Administração da Petrobras são colegiadas.

“Não considero a presidenta responsável pela compra de Pasadena. A responsabilidade é da diretoria do Conselho de Administração”, afirmou.

Gabrielli disse que interessou à Petrobras comprar a refinaria de Pasadena porque, segundo ele, fazia parte de uma estratégia da estatal. "(Pasadena) era uma refinaria extremamente bem localizada e com preço atraente. O interesse era estratégico e era adequada para a realidade do Brasil e a realidade do petróleo nos EUA", afirmou.

“Era uma refinaria que estava barata. Os primeiros 50% foram comprados a menos da metade do preço das refinaria por barril médio”, disse. “A refinaria daria retorno com manutenção do mercado de refino leve e pesado”, avaliou. "O mercado de consumo de derivados nos Estados Unidos estava bombando em 2003-2007, não só em gasolina mas em demanda de petróleo pesado”, explicou.

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.