Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 20/05/2014
  • 14:53
  • Atualização: 15:15

Ucrânia se nega a pagar por gás russo de forma antecipada

Caso não receba, Rússia ameaça cortar o fornecimento a partir de 3 de junho

  • Comentários
  • AFP

As autoridades interinas da Ucrânia se negam a pagar pelo gás russo antecipadamente, como quer Moscou, indicou nesta terça-feira o primeiro-ministro interino ucraniano, Arseni Yatseniuk.

"Dada a ausência de acordo com a parte russa para solucionar a disputa sobre o preço do gás natural, a questão do pagamento antecipado não pode ser incluída nas negociações", declarou o chefe de governo interino.

A Rússia ameaça cortar o fornecimento de gás à Ucrânia a partir de 3 de junho, se o país não pagar com antecedência a fatura do próximo mês, de US$ 1,66 bilhão. Yatseniuk já ameaçou a Rússia com uma demanda judicial nos tribunais arbitrais, caso Moscou não aceite um contrato para fornecer gás russo a preço de mercado.


Bookmark and Share