Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 21/05/2014
  • 07:29
  • Atualização: 07:31

Ex-presidente egípcio é condenado a três anos de prisão por corrupção

Hosni Mubarak, de 85 anos, foi acusado de ter desviado 13,5 milhões de euros

Ex-presidente egípcio é condenado a três anos de prisão por corrupção | Foto: Hassan Mohamed / AFP / CP

Ex-presidente egípcio é condenado a três anos de prisão por corrupção | Foto: Hassan Mohamed / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O ex-presidente egípcio Hosni Mubarak foi condenado nesta quarta-feira a três anos de prisão, e seus dois filhos a quatro anos, por desvio de recursos públicos, três anos e meio depois de ter sido derrubado por uma revolta popular.

Mubarak, 85 anos, era julgado em primeira instância por um tribunal do Cairo por corrupção, acusado de ter desviado, ao lado dos filhos Gamal e Alaa, 125 milhões de libras egípcias (13,5 milhões de euros) do orçamento dos palácios presidenciais.

Também está sendo julgado, em outro processo, pela morte de manifestantes durante a revolta do início de 2011 que acabou com os 30 anos que passou no poder.


Bookmark and Share