Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 22/05/2014
  • 17:19
  • Atualização: 18:33

PF apreende espeto e espingarda na região onde agricultores foram mortos em Faxinalzinho

Perícia vai analisar se arma de fogo foi usada na morte de dois agricultores, em fim de abril

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

A Polícia Federal de Passo Fundo confirmou ter apreendido, nesta quinta, uma espingarda calibre 12 e um espeto de churrasco em um matagal nas proximidades onde os irmãos Anderson e Alcemar Souza foram assassinados, em 28 de abril, em Faxinalzinho, no Norte gaúcho. A suspeita é de que os materiais tenham sido usados para o crime. Cinco indígenas, incluindo o cacique da reserva de Votouro/Kandoia, Deoclides de Paula, cumprem prisão preventiva de 30 dias, desde 9 de maio, no Complexo de Charqueadas, pela suspeita de participação no caso.

De acordo com a PF, a perícia preliminar apontou que os irmãos foram mortos com tiros de espingarda, pauladas e pedradas ao tentar cruzar um acesso bloqueado pelos índios, que exigiam agilização no processo de demarcação da reserva, em Faxinalzinho. Na terra, vivem pequenos agricultores que não querem deixar o local.

Até então, a PF só havia recolhido, no dia dos assassinatos, pedaços de pau, flechas e lanças de madeira. Uma perícia vai, agora, comparar a munição usada no crime e a espingarda apreendida hoje.

Bookmark and Share