Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 23/05/2014
  • 14:36
  • Atualização: 14:44

Descartado uso de explosivo contra Conselho Tutelar de Alvorada

Polícia acredita que prédio foi alvo de incêndio criminoso

Polícia acredita que prédio foi alvo de incêndio criminoso | Foto: André Ávila

Polícia acredita que prédio foi alvo de incêndio criminoso | Foto: André Ávila

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Polícia Civil descartou que um artefato explosivo tenha sido arremessado contra o prédio do Conselho Tutelar de Alvorada, nesta sexta-feira na Região Metropolitana. O titular da 3ª Delegacia de Polícia do município, delegado André Lobo, relatou que o laudo da perícia deve confirmar essa hipótese. Arquivos de duas salas foram atingidos pelo fogo, mas a sala de registros foi preservada.

Tudo indica que alguém invadiu o prédio na rua Contabilista Vítor Brum e provocou o incêndio criminoso. Segundo o delegado, não havia sinais de arrombamento de portas nem de janelas quebradas. Foi encontrada uma garrafa de álcool, mas a polícia investiga se fazia parte do material de limpeza do órgão.

O prédio do Conselho Tutelar fica entre os edifícios do Ministério Público (MP) e do Foro de Alvorada. O MP não possui câmeras de monitoramento e as da comarca não estavam funcionando. Para tentar elucidar o caso, o delegado Lobo vai ouvir o conselheiro tutelar que estava no local na hora do incêndio e possíveis testemunhas.

Bookmark and Share