Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

  • 24/05/2014
  • 22:36
  • Atualização: 22:37

Polícia confirma Elliot Rodger como atirador que matou seis pessoas nos EUA

Agressor, que dirigia um veículo BMW preto, disparou contra pedestres, é o filho do diretor Peter Rodger

Polícia encontrou o suspeito morto dentro do carro pouco depois do ataque | Foto: Robyn Beck /AFP

Polícia encontrou o suspeito morto dentro do carro pouco depois do ataque | Foto: Robyn Beck /AFP

  • Comentários
  • AFP

O homem que matou seis pessoas, feriu outras sete e teria se matado em seguida, na sexta-feira à noite, na Califórnia, era
Elliot Rodger, 22 anos, filho de Peter Rodger, diretor de Hollywood, informou a polícia e a imprensa local neste sábado.

A polícia encontrou o suspeito morto pouco depois do ataque na cidade de Isla Vista, perto do campus da Universidade da Califórnia em Santa Barbara. Ainda não estava exatamente claro se ele havia atirado em si mesmo, ou se havia sido abatido pela polícia.

Peter Rodger, um assistente de direção do sucesso de bilheteria "Jogos vorazes", que em 2012 lançou a atriz Jennifer Lawrence à fama internacional. O advogado da família, Alan Schifman, contatado pela rede ABC News, informou que
Elliot sofria de "uma síndrome de Asperger altamente funcional" e estava sendo tratado por vários profissionais. O
advogado acrescentou que a família está "devastada" e que dirige suas "sinceras condolências a todas as famílias das vítimas".

O agressor, que dirigia um veículo BMW preto, disparou contra pedestres em vários lugares da pequena cidade costeira, informou na madrugada deste sábado o chefe de polícia do condado de Santa Barbara, Bill Brown.

O homem trocou tiros com a polícia duas vezes de dentro do carro e conseguiu fugir em ambas as ocasiões. Em seguida, bateu em um carro estacionado e, quando a polícia se aproximou, "comprovou que ele estava morto, aparentemente com um tiro na cabeça", relatou Brown.

A polícia apreendeu uma arma no carro do agressor. "Trata-se de um massacre cometido por um atirador. É obra de um louco", disse o policial.

Brown informou que as autoridades recuperaram três armas semiautomáticas depois do tiroteio de sexta-feira. Todas foram compradas legalmente e estavam registradas no nome de Elliot Rodger.

A polícia recebeu as primeiras chamadas de emergência às 21h30min (horário local), após o primeiro tiroteio, perto de um mercadinho, onde morreu uma pessoa. Segundo a polícia, já foram identificados nove locais onde o homem fez disparos.
Nikolaus Becker, que jantava em um restaurante próximo, declarou ao jornal "Los Angeles Times" que, inicialmente, pensou em fogos de artifício. Depois, viu um grupo de policiais seguir até o local de onde vinha o barulho e retornar correndo.
"Gritaram para que voltássemos para dentro do restaurante e nos protegêssemos", contou.

Bookmark and Share


TAGS » Mundo, EUA