Correio do Povo

Porto Alegre, 19 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
13º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Economia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/05/2014 15:48 - Atualizado em 26/05/2014 15:56

Belchior e Coutinho integrarão comitê da Petrobras

Nomeação dos novos integrantes foi encaminhado à comissão americana

Ministra Miriam Belchior fará parte do comitê da Petrobras <br /><b>Crédito: </b> Valter Campanato / Agência Brasil / CP Memória
Ministra Miriam Belchior fará parte do comitê da Petrobras
Crédito: Valter Campanato / Agência Brasil / CP Memória
Ministra Miriam Belchior fará parte do comitê da Petrobras
Crédito: Valter Campanato / Agência Brasil / CP Memória

A Petrobras comunicou à SEC, órgão que regula as companhias abertas nos Estados Unidos, a nomeação da ministra Miriam Belchior e do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, como novos membros do comitê de auditoria da estatal. O comunicado com a nomeação foi encaminhado à comissão americana em abril. No País, as informações constam no formulário de referência, ainda não publicado pela estatal.

Os novos integrantes, ligados ao governo, substituem os representantes dos acionistas minoritários Mauro Cunha e Francisco Roberto de Albuquerque. A alteração no comitê foi revelada nesta segunda-feira, pelo jornal Valor Econômico. Segundo a reportagem, Cunha afirmou que foi "expelido" do comitê em retaliação por seus questionamentos sobre a conduta financeira da empresa e as denúncias relacionadas à compra da refinaria de Pasadena. Ele foi o único a se opor, no conselho fiscal, à aprovação dos resultados de 2013.

O comitê de auditoria é formado por integrantes do conselho de administração da empresa. Sob suas atribuições estão a fiscalização e apoio ao trabalho do auditor independente da companhia, além de analisar as "demonstrações financeiras e a eficácia de nossos controles internos, à prestação de relatórios financeiros em consulta com os auditores", como informa o documento encaminhado à SEC.

A ministra do planejamento, Míriam Belchior, é integrante do conselho de administração desde 2011. Já Luciano Coutinho, desde 2008. Além deles, também compõe o comitê de auditoria o conselheiro Sergio Franklin Quintella, vice-presidente da FGV e integrante do órgão colegiado desde 2009. Segundo o documento, todos os integrantes "atendem os requisitos de independência previstos".

Atualmente, a auditoria da Petrobras possui cinco comissões internas que investigam as recentes denúncias de irregularidades na estatal. Uma delas, sobre a compra da refinaria de Pasadena, tem prazo de conclusão previsto para o dia 6 de junho, após ter sido prorrogado por trinta dias. Também são analisados pela companhia denúncias e contratos referentes às obras de construção das refinarias de Abreu e Lima (Rnest) e Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).

As demais envolvem contratos com as empresa Astramarítima e Ecoglobal, firmados durante a gestão de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da empresa. Todos os contratos sob apuração da auditoria interna compõem também o escopo das investigações da Polícia Federal durante a operação Lava Jato. A Polícia Federal indica a existência de uma "organização criminosa" liderada pelo doleiro Alberto Youssef que se valeria da proximidade com o ex-diretor da Petrobras para supostamente fraudar contratos com fornecedores da empresa. A suspeita é que o grupo tenha movimentado cerca de R$ 10 bilhões entre 2009 e 2013.

Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.