Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
28ºC
Amanhã
15º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/05/2014 09:00 - Atualizado em 27/05/2014 09:08

Putin pede "fim imediato de operação de punição do exército" no leste da Ucrânia

Exército ucraniano lançou um ataque na segunda-feira contra o aeroporto de Donetsk

O presidente russo, Vladimir Putin, pediu nesta terça-feira "o fim imediato da operação de punição do exército" ucraniano no leste do país, onde os combates entre forças ucranianas e insurgentes pró-russos pelo controle do aeroporto de Donetsk deixaram ao menos 40 mortos.

Em uma conversa telefônica com o chefe de Governo italiano, Matteo Renzi, Vladimir Putin "ressaltou a necessidade de deter imediatamente a operação de punição do exército nas regiões do sudeste e instaurar um diálogo pacífico entre Kiev e os representantes das regiões" ucranianas, declarou o Kremlin em um comunicado.

Pouco antes, o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, também havia pedido o fim imediato da violência na Ucrânia.
"A tarefa número um e o teste de solidez das autoridades de Kiev, visto o resultado das eleições presidenciais, é o fim imediato do uso do exército contra a população e o fim da violência de todas as partes envolvidas", declarou durante uma coletiva de imprensa.

O exército ucraniano lançou um ataque na segunda-feira contra o aeroporto de Donetsk, no leste, que havia sido tomado na véspera por insurgentes armados pró-russos.

Lavrov declarou, por sua vez, que a Rússia não cogita no momento uma visita do novo presidente ucraniano pró-ocidental Petro Poroshenko, eleito no domingo. "O tema de uma visita à Rússia de Poroshenko não se cogita, não se discute, nem pelos canais diplomáticos, nem por nenhum outro canal", disse Lavrov.

O chefe da diplomacia russa acrescentou, no entanto, que a Rússia o apoiará se constatar que atua no interesse de todos os ucranianos. "Se for o caso, encontrará em nós um sócio sério e confiável", disse Lavrov, condenando o fato de que após sua vitória Poroshenko anunciou o prosseguimento da operação militar no leste da Ucrânia.

Bookmark and Share



Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.