Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
18º 29º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/05/2014 19:20 - Atualizado em 27/05/2014 19:55

Cerca de 73% das suspeitas de bomba se confirmaram em 2014 no RS

Número de casos com a presença de explosivos neste ano já é igual ao total de 2013

Somente entre janeiro e maio de 2014, suspeitas de bomba levaram a Brigada Militar a acionar o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) em 38 oportunidades no Rio Grande do Sul. Em 28 desses casos, foi constatada a presença de explosivos, o que permite dizer que em 73% das ocorrências, havia explosivos dentro do objeto suspeito. O número total de casos onde existe a presença de explosivos, 28, é igual ao registrado em todo o ano de 2013. 

De acordo com o comandante da Companhia de Operações especiais do Gate, major Douglas Soares, a equipe está sendo acionada com mais frequência porque os brigadianos do policiamento ostensivo estão mais capacitados para identificar um objeto suspeito. “Qualificamos um número grande de policiais no último ano. Quando eles percebem risco na ocorrência, fazem o procedimento padrão de isolamento da área. Em seguida, o Gate é acionado para a verificação dos objetos”, disse Soares. 

O comandante da Companhia de Operações Especiais do Gate rechaçou que a proximidade da Copa do Mundo tenha relação com o aumento nos casos em Porto Alegre. “O aumento dos casos de acionamento é fruto do treinamento dos policiais”, salientou.

Na noite de segunda-feira, uma pessoa não identificada entrou em contato com a Brigada Militar informando que havia deixado uma mala com artefato explosivo embaixo do viaduto Otávio Rocha, na avenida Borges de Medeiros, no Centro de Porto Alegre. A região foi isolada pela Brigada Militar e o trânsito bloqueado pela EPTC. Após inspeção com equipamento de raio-X, não foi constatada a presença de conteúdo explosivo dentro da bagagem. Apenas roupas e alimentos foram encontrados na mala. Na última semana, mais duas malas suspeitas foram deixadas no bairro Cidade Baixa, mobilizando as equipes de segurança. Nenhum artefato explosivo foi identificado.

Bookmark and Share

Fonte: Eduardo Paganella / Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.