Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 28/05/2014
  • 13:09
  • Atualização: 14:12

Mais de 70 policiais civis irão monitorar a fronteira durante a Copa

Efetivo da corporação contará com 371 agentes e 25 delegados

  • Comentários
  • Correio do Povo

A apresentação do efetivo da Polícia Civil ocorreu nesta quarta-feira na Academia de Polícia (Acadepol), em Porto Alegre. Dos 371 agentes e 25 delegados mobilizado, 74 policiais civis serão enviados para as cidades na fronteira, principalmente com a Argentina. Os demais serão utilizados na Capital e Região Metropolitana, sendo que 100 policiais serão destinados à Divisão Judiciária de Operações (DJO), reforçando o atendimento das equipes volantes e da área judiciária. A coordenação geral para assuntos relacionados ao evento será do Diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Antônio Vicente Vargas Nunes

Um ônibus, adquirido com recursos do Ministério da Justiça e entregue por meio da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), funcionará como uma delegacia móvel. O veículo servirá para atendimento com registro de ocorrência, possuindo câmeras de segurança, telefone, internet móvel, sala de contenção e local de espera com toldo.

O delegado Antônio Vicente Nunes anunciou que na Academia Civil Integrada de Segurança Pública (ACISP), na avenida Antônio de Carvalho, funcionará a Central Polícia Civil e Interagências Mundial de Seleções 2014. No local haverá uma área judiciária específica para o atendimento de questões referentes à Copa, com atuação de representantes de diversos órgãos como o Judiciário, Ministério Público, Instituto Geral de Perícia, Defensoria Pública, Brigada Militar, Conselho Tutelar, Susepe e da OAB.

Em torno de 30 policiais civis serão destinados para atuarem na 1ª Delegacia de Polícia (DP) Regional Metropolitana já que a seleção do Equador ficará hospedada em Viamão durante os jogos. O restante dos agentes será distribuído no Departamento da Criança e Adolescente (DECA), no Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos (GIE), na Delegacia para o Turista (DPTUR) e nas Delegacias de Polícia da Capital, em especial a 1ª DP, 8ª DP, 10ª DP, 17ª DP e 20ª DP, onde deverá ocorrer a maior demanda de ocorrência por estarem próximas dos locais de jogos e comemorações vinculadas ao evento.


Bookmark and Share