Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 29/05/2014
  • 15:24
  • Atualização: 15:31

Morre homem esfaqueado por estudante no campus da UPF

Vítima teve os pulmões perfurados na segunda-feira e não resistiu

  • Comentários
  • Acácio Silva/Correio do Povo

O representante comercial Claudecir Altair Lenz, de 44 anos, morreu na tarde desta quinta-feira no Hospital São Vicente de Paulo. Ele não resistiu à facada sofrida no tórax, na segunda-feira à noite, no campus da Universidade de Passo Fundo (UPF). O crime ocorreu por volta das 20h de segunda-feira, quando um estudante de 24 anos desferiu o golpe contra a vítima.

Segundo, a polícia o suspeito estava discutindo e agredindo outra estudante, 26 anos. Ao ver a cena, o representante comercial foi intervir para defender a jovem, que estava tendo a cabeça batida contra a parede do prédio da Faculdade de Economia. Depois de desferir a facada, o aluno tentou fugir, mas foi detido pelos vigias do campus da UPF até a chegada da Brigada Militar.

Lenz foi socorrido e conduzido às pressas para o hospital, onde passou por uma intervenção cirúrgica de emergência. Os médicos contataram que a facada havia perfurado seus pulmões. Desde então, ele estava internado no setor de recuperação do HSVP. 

O suspeito foi conduzido para a Delegacia de Pronto Atendimento da Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante pela delegada Rafaela Bier por dupla tentativa de homicídio. Agora, com a morte da vítima, vai responder também por homicídio qualificado. Ele está recolhido ao presídio regional de Passo Fundo e alegou no depoimento à polícia que queria matar a estudante porque se metia muito da sua vida.

A titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Desaparecidos, delegada Daniela de Oliveira Mineto deve remeter o inquérito para a justiça até a próxima quarta-feira. A delegada já anunciou que vai pedir a prisão preventiva do estudante. O representante comercial era casado e pai de um adolescente de 16 anos.


Bookmark and Share