Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 30/05/2014
  • 13:08
  • Atualização: 13:21

Rodoviária da Capital é alvo de operação para Copa

Denarc usou cães farejadores na revista de ônibus

  • Comentários
  • Correio do Povo

O 3º Departamento de Investigação do Narcotráfico (DIN) do Denarc realizou na manhã desta sexta-feira uma operação contra o tráfico de drogas na Estação Rodoviária de Porto Alegre. A ofensiva faz parte de uma série de ações que devem ocorrer durante a realização da Copa do Mundo. Hoje, a Polícia Civil usou três cães farejadores em um ônibus que chegou à Capital de Foz do Iguaçu, no Paraná. 

De acordo com o titular do 3º DIN do Denarc, delegado Rafael Pereira, a operação buscava cocaína e maconha no coletivo que vinha do território paranaense. "Ainda que a gente não tenha encontrado nada nesta primeira operação, é importante salientar que a ofensiva serve como prevenção ao tráfico de drogas em Porto Alegre. A nossa ideia é evitar a chegada de entorpecentes porque nós sabemos que a demanda pode aumentar com o ingresso de turistas na cidade", explicou em entrevista ao site do Correio do Povo.

Pereira comentou que a Polícia Civil não pode fornecer informações sobre datas e quais são os destinos que serão investigados para surpreender os traficantes. "Queremos realizar estas operações de maneira paliativa, com calma, para causar surpresa em quem comercializa drogas e usa os ônibus para transportá-las", disse.

O delegado afirmou que, por conta da operação que realiza um cerco nas fronteiras do Estado durante a Copa do Mundo, muitos traficantes evitam o envio de caminhões com grande quantidade de drogas. "Eles acabam optando por transportar o material em carros ou em quantidades menores em ônibus. Além de drogas, procuramos também medicamentos contrabandeados, esteróides e anabolizantes", observou Pereira.

A Polícia Civil deve observar de perto as festas que ocorrerão durante o período da Copa do Mundo. "Eventos como a Fan Fest e outros tipos festas serão acompanhadas pelos policiais. A chance de entrada de drogas sintéticas e de entorpecentes de alta classe existe e precisamos evitar que isso aconteça", concluiu.      

Bookmark and Share