Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 31/05/2014
  • 17:22
  • Atualização: 18:06

Comércio se prepara para receber turistas em Porto Alegre

Estabelecimentos enfeitam vitrines com produtos ligados ao Mundial

Comércio se prepara pare receber turistas em Porto Alegre | Foto: Paulo Nunes

Comércio se prepara pare receber turistas em Porto Alegre | Foto: Paulo Nunes

  • Comentários
  • Correio do Povo

O clima da Copa do Mundo começou a esquentar nas ruas de Porto Alegre - uma das 12 cidades-sede do Mundial de 2014. Moradores, comerciantes e lojistas estão numa mobilização frenética para deixar tudo pronto para o dia 12 de junho, quando o Brasil dá a largada rumo ao hexacampeonato enfrentando a Croácia, em São Paulo. E também para o dia 15, quando acontece o primeiro jogo no Estádio Beira-Rio, entre França e Honduras.

No Aeroporto Internacional Salgado Filho, por onde embarcam e desembarcam milhares de pessoas diariamente o clima de Copa do Mundo tomou conta dos estabelecimentos comerciais. O Empório Sulista, uma loja especializada em produtos coloniais como vinhos, cucas, geleias, chocolates de Gramado e cerveja artesanal, aguarda um aumento no movimento de clientes a partir deste mês. A gerente Paula Indiara disse que aposta que os “campeões de venda” durante a Copa serão os vinhos produzidos na Serra gaúcha e os chocolates. A loja comercializa o vinho Lídio Carraro da vinícola Boutique, que foi escolhido pela Fifa como vinho oficial da Copa da Mundo.

Na loja oficial da Fifa, no terceiro andar do Salgado Filho, o movimento de turistas brasileiros e de outros países aumentou nos últimos dias. O gerente Vilceu Egewarth destacou que os clientes procuram lembranças do Brasil como o boneco Fuleco, camisetas da Seleção Brasileira e bolas de futebol. “Estamos vendendo muito bem as miniaturas dos 12 estádios da Copa”, ressaltou. A lembrança custa R$ 99,90. Na loja, os turistas poderão encontrar camisetas das seleções Argentina, Japão, Espanha, Rússia e Alemanha que são vendidas a R$ 199,00. A do Brasil custa R$ 229,90. Conforme Egewarth, seis lojas serão abertas dentro do estádio Beira-Rio para comercialização dos produtos da Fifa. A loja vende ainda uma linha de produtos para a Copa do Mundo feitas pelo artista Romero Britto com o símbolo da Fifa em relógios, cadernos e quebra-cabeça.

A loja Premiere Football Gifts comercializa as camisas de todas as seleções que participam do mundial. Nos últimos dias, o estabelecimento constatou um aumento na venda de canetas com símbolo do mundial, do álbum da Copa e figurinhas.

Na loja da Lugano, o gerente Emerson Ricardo, afirmou que os turistas além de levar caixas de chocolates, pedem para experimentar o “famoso” chocolate quente de Gramado.

RS aguarda 270 mil visitantes

O coordenador da Assessoria de Cooperação e Relações Internacionais do governo do Estado, Tarson Nuñez, informou que a estimativa é de que 270 mil turistas brasileiros e estrangeiros visitem o Rio Grande do Sul durante o mundial de seleções. Segundo ele, os visitantes terão informações sobre esquemas de segurança, mobilidade, saúde e pontos turísticos. ”O governo estadual está preparado para realizar a melhor Copa de todas”, destacou. Nuñez ressaltou que o Estado terá um atendimento exemplar em todas as áreas, fornecendo todo apoio para prevenção e resolução de qualquer problema que venha a acontecer.

O Centro de Atenção ao Turista terá atendentes em três idiomas: português, inglês e espanhol, com alguns pontos também em francês. Os postos vão funcionar no Aeroporto Internacional Salgado Filho e na Estação Rodoviária de Porto Alegre, shopping Praia de Belas e BarraShoppingSul. Além disso, o Guia do Torcedor será disponibilizado aos turistas brasileiros estrangeiros com todas as informações e contatos durante a estadia no Estado.

O presidente da Associação dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil (ADVB/RS), Carlos Biedermann, informou que a campanha #meugolnaCopa que será lançada na próxima semana tem o objetivo de conscientizar a sociedade para que ocorra a melhor Copa do Mundo possível no Rio Grande do Sul. “Vamos tratar os turistas bem porque teremos um mídia fantástica no Estado. Agora é hora de ganhar com a Copa do Mundo”, ressaltou.

Segundo Biedermann, a ideia é passar uma imagem positiva para que o mundo veja Porto Alegre e o Rio Grande do Sul como um local hospitaleiro e para que os turistas coloquem o Sul do Brasil no seu roteiro de viagens, como um destino atraente. Conforme o presidente da ADBV/RS, 46% da população mundial estará assistindo a Copa do Mundo, em mais de 70 mil horas de transmissão pela televisão. “Mais de 200 países farão matérias sobre o mundial, sobre o Brasil e sobre as cidades-sede. E, claro, sobre Porto Alegre e o Rio Grande do Sul”, acrescentou.

A campanha descreve os gaúchos, que têm no chimarrão um símbolo de gentileza e amizade, como um povo hospitaleiro por natureza. As peças que serão mostradas nos veículos de comunicação vão alertar para ações e gestos, como um restaurante colocar um cardápio em inglês, cobrar o preço justo pelo serviço ou ainda o taxista cobrar o preço correto pela corrida.

Com reportagem de Cíntia Marchi e Cláudio Isaías.

Bookmark and Share