Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
17º 26º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Trânsito

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

01/06/2014 20:12 - Atualizado em 01/06/2014 20:31

Paralisação dos rodoviários pode ocorrer nos próximos dias em Porto Alegre

Decisão deve ser tomada nesta segunda-feira

A insatisfação dos rodoviários em relação ao desconto referente à última greve na Capital pode culminar na ocorrência de novos atos, inclusive paralisação, nos próximos dias. Representante dos dissidentes da categoria, Alceu Weber destacou que os trabalhadores aguardarão para verificar se ocorre nesta segunda-feira, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT4), a votação do mérito da ação referente à paralisação de fevereiro, que durou 15 dias. Após o retorno ao trabalho, o valor referente aos dias parados passou a ser descontado mensalmente pelas empresas dos salários, já que uma liminar autorizou a medida ao considerar a greve ilegal.

No final da tarde está marcada uma reunião da categoria, onde serão definidos os próximos passos do movimento. Weber ressaltou que, dependendo da posição do TRT4, poderão ser realizadas novas ações, como operação-padrão, liberação das roletas ou mesmo paralisação.

Em relação à aplicação de multas aos rodoviários por parte da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Weber fala que a orientação é para que não sejam pagas advertências caracterizadas como “políticas”. Segundo ele, isso ocorre, por exemplo, em casos de alta velocidade nos corredores de ônibus. Weber entende que, para evitar esse tipo de comportamento, a multa é ineficaz a curto prazo, pois só é recebida após 30 dias. Como opção, ele sugere a instalação de quebra-molas nos locais.

Bookmark and Share


Fonte: Camila Kila / Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.