Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 02/06/2014
  • 20:32
  • Atualização: 20:36

Justiça de Porto Alegre suspende uso de tornozeleiras em novos presos

Juiz afirma que equipamentos estão "pifando" e existe dificuldade para repor peças

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Vara de Execuções Criminais de Porto Alegre decidiu, nesta segunda-feira, pela suspensão do uso de tornozeleiras eletrônicas em novos apenados do regime semi-aberto. Além da Capital, a decisão se estende a municípios que fazem limite com Porto Alegre - como Canoas, Viamão, Alvorada e Cachoeirinha. De acordo com o juiz Sidinei Brzuska, os equipamentos “estão pifando, talvez até propositadamente, e o Estado está com dificuldade em repor as peças”.

A assessoria de imprensa da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) informou que a decisão ainda não chegou ao órgão, mas que as tornozeleiras eletrônicas já estão sendo substituídas desde a semana passada em uma espécie de recall com a chegada de dois lotes, com 300 equipamentos. O contrato prevê a aquisição de 5 mil tornozeleiras. Os novos aparelhos são mais leves e modernos, garante a Susepe. Ao todo 1,3 mil detentos do regime semiaberto utilizam as tornozeleiras.


Bookmark and Share