Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
15º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

02/06/2014 23:10 - Atualizado em 02/06/2014 23:18

Itamaraty volta a negar que Snowden tenha pedido asilo

Ministro garante que ex-espião que denunciou NSA não formalizou requisição

Itamaraty volta a negar que Snowden tenha pedido asilo<br /><b>Crédito: </b> AFP
Itamaraty volta a negar que Snowden tenha pedido asilo
Crédito: AFP
Itamaraty volta a negar que Snowden tenha pedido asilo
Crédito: AFP

O Ministério das Relações Exteriores reafirmou, nessa segunda-feira, que o Brasil não recebeu pedido de asilo político de Edward Snowden. A diplomacia brasileira já havia negado existência de requisição de asilo no segundo semestre de 2013. Snowden prestava serviço à Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA e vive atualmente na Rússia após fazer revelações sobre o esquema de espionagem global da agência.

O Itamaraty mantém a posição apesar de, em julho de 2013, após as primeiras denúncias de espionagem, Snowden garantir ter solicitado ao Brasil e outros 20 países o refúgio. “Se chegar o pedido, será analisado, mas não chegou”, frisou a jornalistas o chanceler Luiz Alberto Figueiredo. Essa foi a mesma opinião manifestada pela presidente Dilma Rousseff em dezembro, ao comentar uma campanha que recolheu assinaturas em prol da concessão do asilo.

Para o jornalista Glenn Greenwald, que divulgou o esquema que acusa o governo norte-americano de espionar a comunicação de cidadãos e autoridades de várias nações, o Brasil deveria conceder asilo a Snowden porque ele “protegeu a liberdade de informação desse país”.

Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.