Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 02/06/2014
  • 23:35
  • Atualização: 23:38

Nova reunião discutirá legalidade da greve dos rodoviários de Porto Alegre

Representante do sindicato não descartou nova paralisação se julgamento for desfavorável à categoria

  • Comentários
  • Eduardo Paganella/Rádio Guaíba

O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região realizou, na tarde desta segunda-feira, reunião entre desembargadores da Seção de Dissídios Coletivos (SDC) e os sindicatos dos rodoviários e das empresas de ônibus de Porto Alegre. No encontro, empregados e empregadores discutiram sobre o desconto dos 15 dias parados na greve realizada no início do ano.

Após cerca de uma hora de discussão, um novo encontro foi marcado para a tarde de quinta-feira. O objetivo é debater a legalidade da greve. Na próxima segunda-feira, o TRT vai apreciar a liminar que considerou ilegal a paralisação do movimento, autorizando as empresas a efetuarem descontos nas folhas de pagamento.

De acordo com o presidente da Comissão de greve dos Rodoviários, Alceu Weber, caso não haja uma decisão favorável à categoria, não estão descartados prejuízos nos serviços. “Uma decisão contrária aos nossos interesses seria catastrófica. Eu não descarto que possamos realizar operação-tartaruga, rodar com as catracas liberadas ou até mesmo paralisar os serviços, como foi feito no início do ano”.


Bookmark and Share