Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 03/06/2014
  • 18:19
  • Atualização: 18:43

Após cometer novo crime, jovem que admitiu 12 execuções é preso em NH

Jacson Nauta de Quadros, conhecido como Judiá, foi capturado na casa da tia, no bairro São José

  • Comentários
  • Lucas Rivas / Rádio Guaíba

A Polícia Civil capturou nesta terça-feira o jovem Jacson Nauta de Quadros, de 22 anos, que em 2008 confessou ter assassinado 12 pessoas, quando ainda era adolescente. A prisão ocorreu à tarde, no bairro São José, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. Ele era considerado foragido desde o ano passado.

Em novembro de 2013, Jundiá assassinou mais um homem. Acompanhado do primo, ele matou a tiros, em função de uma desavença, o apenado do semiaberto Valdoci de Moura, de 36 anos, dentro de um ônibus, próximo à Rodoviária de Portão. A Justiça, desde então, já havia expedido dois mandados de prisão preventiva contra o jovem, um pelo homicídio de Portão e outro relativo a um crime registrado em Tramandaí.

 Conforme o delegado Alexandre Quintão, Jundiá resistiu e a força policial teve de ser empregada. Depois de ser avistado no bairro, ele tentou se esconder na residência. Familiares também tentaram impedir a detenção. O delegado disse que há dez dias Jundiá havia sido avistado nas redondezas circulando com uma moto preta.

O jovem chegou a cumprir medida socioeducativa em Novo Hamburgo, mas foi liberado em março de 2011. Mesmo amparado pelo programa de proteção do Governo Federal, ele chegou a ser apontado pela Polícia Civil como autor de um estupro, em Novo Hamburgo, mas terminou inocentado e excluído do processo. Outros dois suspeitos foram considerados autores do crime.

Bookmark and Share