Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 04/06/2014
  • 09:58
  • Atualização: 10:01

Britânica afirma ter visto avião em chamas sobre Índico

Voo MH370 desapareceu com 239 pessoas a bordo em 8 de março

Voo MH370 desapareceu com 239 pessoas a bordo em 8 de março | Foto: Julliane Cropley / AFP / CP

Voo MH370 desapareceu com 239 pessoas a bordo em 8 de março | Foto: Julliane Cropley / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

As autoridades australianas informaram nesta quarta-feira que investigam o depoimento de uma navegadora que afirma ter visto um avião em chamas sobre o Oceano Índico durante a noite do desaparecimento do Boeing 777 da Malaysia Airlines.

O Escritório Australiano de Segurança Aérea (ATSB), que lidera as investigações a pedido do governo da Malásia, examina o relato de Katherine Tee, britânica de 41 anos, que navegava entre o sudoeste da Índia e Phuket, na Tailândia, e assegura ter visto um avião "com o que parecia um longo rastro de fumaça negra na parte traseira". A informação está sendo examinada pelo grupo de trabalho dedicado à busca do voo MH370.

O Boeing 777 que voava em 8 de março entre Kuala Lumpur e Pequim, com 239 pessoas a bordo, desviou bruscamente a trajetória após uma hora de voo, por um motivo desconhecido, e não voltou a entrar em contato com os controladores. Não foram encontrados destroços da aeronave, mas os dados de satélite indicam que pode ter caído, por falta de combustível, no sul do Oceano Índico.

A última posição de voo do MH370 constatada pelos radares militares fica ao oeste de Phuket. As buscas se concentraram, no entanto, ao sul do Índico, a centenas de quilômetros da costa oeste australiana.

Bookmark and Share