Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 04/06/2014
  • 18:54
  • Atualização: 18:55

Susepe troca tornozeleiras após juiz suspender inclusão de presos no sistema

Cinco mil novas foram encomendadas e 60 equipamentos estão sendo trocadas por dia

  • Comentários
  • Samuel Vettori/Rádio Guaíba

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) garante ter começado a substituição das tornozeleiras eletrônicas que atualmente estão sendo utilizadas, mas com eficácia colocada sob suspeita pelo magistrado responsável pela fiscalização de presídios em Porto Alegre e região Metropolitana. O juiz Sidinei Brzuska suspendeu a inclusão de novos apenados no monitoramento eletrônico.

A Susepe admite que a demora na chegada dos equipamentos também motivou a decisão do judiciário. Isso porque apenados eram liberados por ele, para serem incluídos no sistema, mas por falta de tornozeleiras, os beneficiados não eram atingidos pela medidas menos restritiva de liberdade. A superintendência já recebeu 150 unidades, mais modernas que as atuais. Até sexta-feira, outras 400 devem chegar. Cinco mil foram encomendadas. Por dia, 60 equipamentos estão sendo trocados.

Brzuska comentou que as tornozeleiras começaram a pifar e a Susepe não deu conta de obter as peças para o conserto. “O sistema é muito útil e já temos números que comprovam isso. Mas é necessário que este trabalho funcione em sua plenitude e de forma instantânea. O que está acontecendo é que, de uma forma ou de outra, os equipamentos são danificados e a Susepe está encontrado dificuldade na reposição”, disse o juiz.

Bookmark and Share