Correio do Povo

Porto Alegre, 19 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
13º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Economia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

05/06/2014 09:06 - Atualizado em 05/06/2014 09:59

Cresce percentual de famílias gaúchas endividadas em maio

Pesquisa da Fecomércio mostrou que índice é de 53%

O percentual de famílias gaúchas endividadas teve um pequeno aumento em maio, na comparação com o mesmo mês do ano passado. De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor Gaúcho (PEIC), divulgada pela Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio) nesta quinta-feira, 53% das famílias ouvidas afirmaram estar endividadas, contra 52,4% que disseram estar na mesma situação em maio de 2013.

Considerando a média em 12 meses, o endividamento permaneceu praticamente estável, passando de 57,6% em abril de 2014 para 57,7% em maio deste ano.

A parcela da renda familiar comprometida com dívidas, na média em 12 meses, passou de 25,7% em abril para 25,8% em maio. No entanto, o tempo de comprometimento diminuiu, passou de 6,6 meses em abril de 2014 para 6,5 meses no último mês. O cartão de crédito continua o principal meio de dívida, equivale a 79% dos pesquisados. Seguido pelos carnês, com 33,6% e pelo cheque especial, 13,5%.

Em maio deste ano, o percentual de famílias com contas em atraso foi de 23,6%, apresentando crescimento na comparação com maio de 2013, quando atingiu 18,9%. Na média de 12 meses, o indicador passou de 20,7% em abril para 21% em maio, frente a uma média histórica de 29,2%. “Mesmo com a recente elevação dos juros e com a inflação em patamar alto – fatores que abatem a renda disponível das famílias – o ainda aquecido mercado de trabalho impede um aumento significativo da inadimplência”, comenta o presidente da Fecomércio, Zildo De Marchi.

A pesquisa ainda constatou um recuo no percentual de famílias que não terão condições de pagar suas dívidas em atraso em 30 dias. Em maio de 2014, esse índice foi de 6,6%, contra 7,7% em maio do ano passado.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.