Correio do Povo

Porto Alegre, 20 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
12º 28º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

05/06/2014 13:19 - Atualizado em 05/06/2014 13:28

CEEE inaugura subestação Menino Deus na zona Sul de Porto Alegre

Projeto servirá como principal fonte de alimentação do estádio Beira-Rio durante a Copa

Benefício direto é para 150 mil pessoas em cinco bairros: Assunção, Cristal, Menino Deus, Praia de Belas e Santa Teresa<br /><b>Crédito: </b> Tarsila Pereira
Benefício direto é para 150 mil pessoas em cinco bairros: Assunção, Cristal, Menino Deus, Praia de Belas e Santa Teresa
Crédito: Tarsila Pereira
Benefício direto é para 150 mil pessoas em cinco bairros: Assunção, Cristal, Menino Deus, Praia de Belas e Santa Teresa
Crédito: Tarsila Pereira

Com potência de 50 megavolt ampere (MVA), a Subestação Menino Deus da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) foi inaugurada nesta quinta-feira em Porto Alegre. O benefício direto é para 150 mil pessoas em cinco bairros: Assunção, Cristal, Menino Deus, Praia de Belas e Santa Teresa. Porém, indiretamente 450 mil moradores de outras regiões serão contemplados, pois a energia gerada liberá outros pontos na cidade. O projeto custou R$ 34,7 milhões e irá servir para a Copa do Mundo, já que será a principal fonte de alimentação do estádio Beira-Rio (13,8 quilovolt-ampère). No entanto, o governador Tarso Genro defendeu, durante solenidade nesta quinta-feira, que a obra é muito maior do que um empreendimento para os jogos. “Tem um impacto grande na prestação de serviços e tem características tecnológicas de ponta”, observou.

A unidade é composta por dois transformadores de 25 megavolts-ampères e linha de transmissão de energia de 69 mil volts, entre a planta no Menino Deus e a Subestação Porto Alegre 10, na avenida Ipiranga. Há um percurso da linha feito de forma aérea e outro por baixo da terra de 3,3 quilômetros. A tecnologia GIS isola a subestação a gás e gera SF6. Isso
garante maior segurança na operação de baixa manutenção. O aporte financeiro faz parte de um conjunto de 43 empreendimentos de um financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). A parceria viabilizará a implantação de 14 novas subestações, ampliação de outras dez e a construção de dez linhas de transmissão.

“A missão era entregar energia confiável não só para a Copa, mas a longo prazo. Após um ano, conseguimos concretizar um plano de modernização do sistema”, afirmou a chefe da equipe de projeto do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Sylvia Larrea. O secretário de Infraestrutura e Logística do Estado, João Victor Domingues, observou que a obra faz parte de um desafio para contribuir com o desenvolvimento do Estado.

O esforço do Estado durante o período de idealização do projeto foi para construir condições técnicas adequadas para a obra, segundo o diretor-presidente da CEEE, Gerson Carrion de Oliveira. O prédio foi elaborado com padrões para se integrar às edificações existentes, na avenida Padre Cacique, nas proximidades do Guaíba.

Bookmark and Share


Fonte: Karina Reif / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.