Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
14º


Faça sua Busca


Notícias > Ensino

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

05/06/2014 17:28 - Atualizado em 05/06/2014 17:31

Número de inscritos no Sisu passa de 1,2 milhão

Em relação ao ano passado, número cresceu 54%

A segunda edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) bateu recorde no número de inscritos e registrou 1.214.259 candidatos, conforme balanço divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério da Educação (MEC). O número de inscritos cresceu 54% em relação ao do ano passado, quando foram registrados 788.819 candidatos.

O curso mais procurado foi medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com 26,2 mil inscritos e uma concorrência de 163,8 candidatos por vaga. Em seguida está direito, também na UFMG, com 20,3 mil inscritos e 101,79 candidatos por vaga. Em terceiro lugar, vem o curso de análise e desenvolvimento de sistemas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, que recebeu 18 mil inscrições, 50,22 candidatos por vaga.

Cada candidato podia fazer até duas inscrições – no total, foram 2.346.405. Dessas, 927.957 foram feitas pela Lei de Cotas para escolas públicas e 80.033, por meio de ações afirmativas. Para a Lei de Cotas, a reserva no processo é de 41% das vagas, para as demais ações, das próprias instituições, 3%. Pela Lei de Cotas, a disputa registra 43,87 candidatos por vaga. A ampla concorrência ficou em 46,49 candidatos por vaga.

O Sisu é o sistema informatizado do MEC no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A seleção tem duas edições a cada ano. Puderam participar aqueles que fizeram o Enem de 2013 e não tiraram zero na redação. Nesta edição do meio do ano, o sistema oferece 51.412 vagas. O crescimento da oferta foi inferior ao crescimento da demanda por vagas, 29% em relação ao ano passado.

O ministro da Educação, Henrique Paim, diz que o aumento da demanda é positivo e que o governo tem aberto novas oportunidades. "Temos uma consolidação do processo de seleção unificada. O crescimento importante do número de inscrições está relacionado a uma mudança de expectativa da nossa juventude em torno da educação superior", afirma Paim. "Isso está relacionado ao conjunto de oportunidades que vêm sendo abertas. Há um interesse maior pelo número de ofertas que o governo tem feito. É uma grande responsabilidade, mas os números demonstram que estamos acertando."

Nesta sexta-feira será divulgado o resultado da primeira chamada. As matrículas poderão feitas nos dias 9, 10, 11 e 13 deste mês. A segunda chamada está prevista para o dia 24, com matrículas de 27 de junho a 2 de julho. Os candidatos que não forem convocados nas duas chamadas poderão integrar a lista de espera.

No dia 12, data da abertura da Copa do Mundo, não haverá matrículas.

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.