Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 06/06/2014
  • 12:26
  • Atualização: 12:35

Polícia Federal e PUCRS inauguram Laboratório Conjunto de Genética Forense

Local deve reduzir pela metade tempo de trabalho em análises de DNA

Local deve reduzir pela metade tempo de trabalho em análises de DNA | Foto: Bruno Todeschini  / Divulgação / Ascom PUCRS /  CP

Local deve reduzir pela metade tempo de trabalho em análises de DNA | Foto: Bruno Todeschini / Divulgação / Ascom PUCRS / CP

  • Comentários
  • Marcos Koboldt / Rádio Guaíba

A Polícia Federal (PF) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) inauguraram nesta sexta-feira o Laboratório Conjunto de Genética Forense, o primeiro do tipo localizado fora de Brasília. O local deve reduzir pela metade o tempo de trabalho em análises de casos envolvendo DNA, por exemplo, sem a necessidade do envio do material para a Capital Federal. Hoje já foram realizados 19 procedimentos.

O Laboratório será operado exclusivamente pela PF na parte criminal e, em parceria com a PUCRS, na área de pesquisa acadêmica, como explicou o chefe do setor técnico científico da PF. Segundo Marcelo Forte, o Rio Grande do Sul será beneficiado pelo laboratório na PUC, pois graças à qualificação profissional, o Estado representava um quarto da demanda do Laboratório em Brasília.

O espaço que está localizado no Prédio 12C do Campus também receberá demandas de Santa Catarina e Paraná. O investimento foi de R$ 1 milhão somente em equipamentos.

Bookmark and Share