Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 06/06/2014
  • 19:40

Prefeito de São Leopoldo propõe antecipar ganho real para dar fim a greve

Aníbal Moacir também anunciou corte em incentivos na área cultural

  • Comentários
  • Eduardo Paganella / Rádio Guaíba

A prefeitura de São Leopoldo encaminhou nesta sexta-feira uma nova proposta de reajuste salarial para os municipários. Conforme o prefeito Anibal Moacir (PSDB), a nova oferta prevê reajuste do salário pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), de 5,62%, retroativo ao mês de abril, e mais 1% de ganho real a partir de julho deste ano, e não novembro, como previa a proposta anterior.

O prefeito deixou claro que essa é a última tentativa de acordo com os servidores. A proposta deve ser avaliada pela categoria na próxima semana. Serviços em escolas e postos de saúde estão prejudicados pela paralisação. Os servidores querem 10% de reajuste, entre outros benefícios.

Prefeitura deve diminuir gastos com eventos

O prefeito também afirmou que o município vai reduzir gastos com eventos de grande porte. O objetivo é diminuir os incentivos anuais da prefeitura no setor. Aníbal Moacir disse que a intenção inicial não era essa, mas que a decisão serve como alternativa para melhorar o fluxo nos cofres da Prefeitura. “Nós não queremos de maneira alguma que esses eventos deixem de acontecer. Nosso objetivo apenas é diminuir os valores que a prefeitura repassa para eventos grandes como a São Leopoldo Fest e o Carnaval do município”, afirmou Moacir.

A prefeitura de São Leopoldo gasta mais de R$ 2,5 milhões anualmente em eventos. Só na São Leopoldo Fest, são cerca de R$ 1,5 milhões. Conforme Anibal Moacir, pelo menos 10 eventos serão afetados pela decisão da Prefeitura.

Bookmark and Share