Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

06/06/2014 21:45 - Atualizado em 06/06/2014 23:02

Opositor foge da Venezuela para denunciar violações dos direitos humanos

Carlos Vecchio denunciou para a ONU a prisão de 3 mil venezuelanos

<br /><b>Crédito: </b> Caracas (AFP)

Crédito: Caracas (AFP)

Crédito: Caracas (AFP)

O líder opositor Carlos Vecchio, procurado pela Justiça da Venezuela desde 27 de fevereiro passado sob a acusação de incitar à violência, fugiu do país para denunciar as violações dos direitos humanos praticadas pelo governo do presidente Nicolás Maduro.

"Quando Leopoldo (López) decidiu se entregar às autoridades e ser o símbolo da resistência, precisávamos de alguém que do exílio e na condição de perseguido político revelasse aos organismos internacionais a realidade da Venezuela, e Carlos (Vecchio) aceitou fazê-lo", explicou Freddy Guevara, porta-voz do partido Vontade Popular. O líder da Vontade Popular, Leopoldo López, foi preso no dia 18 de fevereiro e será julgado por incitar à violência durante os protestos iniciados na Venezuela há quatro meses e que já deixaram 42 mortos e mais de 800 feridos.

Guevara destacou que a missão de Vecchio responde "a uma decisão política do partido" e foi iniciada na quinta-feira com uma visita ao escritório do Alto Comissariado dos Direitos Humanos da ONU em Nova York, onde denunciou a prisão de 3 mil venezuelanos durantes os protestos e vários casos de tortura e perseguição contra estudantes. A Vontade Popular convocou protestos nas principais cidades da Venezuela para o próximo domingo em apoio a López e aos estudantes presos.  

Bookmark and Share

Fonte: AFP





» Tags:Venezuela ONU

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.