Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 09/06/2014
  • 13:30
  • Atualização: 13:40

Municipários de Porto Alegre realizam assembleia nesta terça-feira

Grevistas promoveram um apitaço na prefeitura nesta segunda-feira

Grevistas promoveram uma apitaço na frente da prefeitura de Porto Alegre nesta segunda-feira | Foto: Tarsila Pereira

Grevistas promoveram uma apitaço na frente da prefeitura de Porto Alegre nesta segunda-feira | Foto: Tarsila Pereira

  • Comentários
  • Cláudio Isaías / Correio do Povo

Os servidores municipais realizam nesta terça-feira uma assembleia no Casa do Gaúcho, no Parque da Harmonia. A categoria, que está em greve há nove dias espera para amanhã uma apresentação de uma proposta pela Prefeitura para ser discutida na assembleia. A diretora do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), Carmen Padilha, afirmou que a paralisação segue por tempo indeterminado.

Nesta segunda-feira, os grevistas promoveram um apitaço na frente da prefeitura de Porto Alegre e realizaram uma caminhada pelas ruas do Centro. Os manifestantes foram até de sede da Secretaria Municipal de Educação (Smed), na rua dos Andradas, protestar contra a falta de negociação. A manifestação deixou o trânsito congestionado nas ruas Caldas Júnior, Sete de Setembro e dos Andradas. Segundo um levantamento do Simpa, mais de 70% das escolas estão com as portas fechadas ou atendendo parcialmente. Na área da saúde, os servidores das as unidades básicas participam da greve, mas nenhuma deixou de receber pacientes. O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) aderiu ao movimento grevista, com atendimento apenas em casos emergenciais.

A prefeitura obteve na última sexta-feira, na Justiça, uma decisão favorável para que os serviços essenciais fossem prestados a população. Como o Simpa manteve nesta segunda-feira o bloqueio nos portões do Dmae foi necessária a presença da Brigada Militar para que houvesse a desobstrução dos portões junto à rua Gastão Rhodes e Domingos Crescêncio. A direção do Dmae informou que os grevistas se mantém a frente dos portões, impedindo que as equipes do departamento saiam para realizar os serviços de conserto de fugas e ligações de água e esgoto.

Em nota, o Dmae disse que espera que haja por parte dos grevistas o respeito ao Poder Judiciário, e que não haja ameaças e constrangimentos aos servidores que desejam trabalhar.

Proposta

A prefeitura de Porto Alegre oferece um reajuste salarial de 6,2% no salário e no vale alimentação, além de prometer colocar em pauta modificações nos planos de carreira de diversos setores. Os servidores municipais reivindicam um aumento de 20% nos salários, além de reajuste de R$ 15,00 para R$ 23,00 no vale alimentação.

Bookmark and Share