Correio do Povo

Porto Alegre, 26 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
7ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

09/06/2014 13:54 - Atualizado em 09/06/2014 14:15

Escora de metal no viaduto da Júlio de Castilhos intriga motoristas

Estrutura não estava prevista no projeto original da obra

Estrutura não estava prevista no projeto original da obra<br /><b>Crédito: </b> Tarsila Pereira
Estrutura não estava prevista no projeto original da obra
Crédito: Tarsila Pereira
Estrutura não estava prevista no projeto original da obra
Crédito: Tarsila Pereira

Uma estrutura de ferro em um dos pilares do viaduto da Júlio de Castilhos no Centro de Porto Alegre vem chamando a atenção de quem circula no entorno da Estação Rodoviária de Porto Alegre. Chamado de “cavalete” pela população, a escora de metal foi construída próximo da estação Rodoviária da Trensurb e tem o objetivo de reforçar o viaduto. O consórcio formado pelas empresas Arteleste Construções e Mavilis Construções informou que a estrutura foi colocada na curva em função do intenso tráfego de automóveis que circulará no viaduto em direção a zona Norte da Capital e a região Metropolitana de Porto Alegre. A estrutura, no entanto, não estava prevista no projeto original da obra e tem como objetivo dar mais segurança ao motoristas que circularão no viaduto.

Com previsão de liberação ao trânsito de veículos ao longo dessa semana, o viaduto fará a ligação da avenida Júlio de Castilhos com a avenida Castelo Branco, próximo à Estação Rodoviária de Porto Alegre. A estrutura terá extensão de 265 metros, com oito metros de largura. Serão duas faixas de tráfego. O fluxo viário será no sentido Centro-bairro. A obra está orçada no valor de R$ 19,3 milhões.

Para que seja liberada a circulação de veículos, o viaduto da Júlio de Castilhos ainda depende de pavimentação e pintura das faixas de tráfego. O trabalho de inspeção será feito pelos agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), assim como aconteceu no viaduto da Pinheiro Borda, que foi inaugurado no sábado passado pela presidente Dilma Rousseff. Para realização da obra na Júlio de Castilhos, a EPTC realizou o bloqueio temporário da rua Coronel Vicente.

Bookmark and Share

Fonte: Marco Aurélio Ruas / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.