Correio do Povo

Porto Alegre, 20 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
23ºC
Amanhã
11º 19º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

10/06/2014 15:10

PF realiza operação contra tráfico internacional de drogas

Cumprimento de mandados ocorrem em sete Estados, entre eles Santa Catarina e Paraná

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira a Operação Athos, de combate ao tráfico internacional de drogas. O resultado da ção foi a desarticulação de uma organização criminosa e seu núcleo financiador, que detinha elevado poder econômico. Cerca de 250 policiais federais cumprem 22 mandados de prisão preventiva, 38 de busca e apreensão e nove conduções coercitivas, em Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Os criminosos movimentavam milhões de reais, utilizando contas bancárias, serviços de doleiros e dinheiro em espécie, procedendo à lavagem desses lucros por meio de empresas de transporte de passageiros e de comércio em geral. Além de documentos falsos, a quadrilha também contava com uma rede de tráfico de influências, que ajudava na manutenção de suas atividades criminosas.

Durante as investigações, identificou-se um núcleo responsável por financiar o tráfico de drogas gerido pelos investigados. Um dos integrantes desse núcleo esteve diretamente envolvido em fraude bancária recente, cujos rendimentos totalizaram 120 milhões de reais em um ano. A quadrilha, que era uma das principais distribuidoras de drogas do país, adquiria o entorpecente na Bolívia e no Paraguai, trazendo-as de avião para o interior do Estado de São Paulo. De lá, a droga era distribuída pelo Estado, além de Minas Gerais, Rio de Janeiro e região Nordeste.

Como tentativa de desarticular o poder econômico da quadrilha, algumas medidas judiciais foram tomadas, como o bloqueio de valores e ativos depositados em instituições bancárias em titularidade de 28 CPFs e quatro CNPJs; sequestro de todos os bens imóveis e veículos em nome das mesmas pessoas físicas e jurídicas; além do sequestro de patrimônio já identificado dos investigados, incluindo cinco aeronaves, quatro lanchas de luxo, um jet-ski, 11 imóveis e 14 veículos. Todo esses bens foram avaliados em cerca de 70 milhões de reais.

Durante as investigações, a PF apreendeu 594 kg de cocaína (pasta base e cloridrato), cerca de uma tonelada e meia de maconha, uma pistola da marca Glock, calibre .380, munições, seis veículos, um caminhão,  mais de R$ 200 mil, US$ 390 mil, tendo prendido em flagrante 16 pessoas e detido uma, por transporte de numerário advindo do tráfico de drogas.

O nome da Operação Athos vem da mitologia grega. Athos era um dos gigantes, filho de Gaia e Urano, que, em uma batalha, jogou uma montanha sobre Zeus. Daí o significado do nome Athos, “aquele que nada teme”; como parecia ser o espírito dos investigados, tão acostumados à sensação de impunidade que tinham.

Bookmark and Share



Fonte: Correio do Povo e Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.