Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 10/06/2014
  • 17:59
  • Atualização: 18:09

Distribuição de protetor solar para agricultores segue indefinida no RS

Entidades sindicais receberam o produto, mas liberação ocorrerá somente após cadastro dos trabalhadores rurais

  • Comentários
  • Samantha Klein/Rádio Guaíba

A Secretaria Estadual da Saúde não dá prazo definido para começar a distribuir frascos de protetor solar em 129 cidades contempladas pelo benefício. A pasta justifica que o protocolo de cooperação técnica foi assinado na semana passada e que os produtores devem procurar os sindicatos rurais para fazer um cadastro antes de receber o produto. Em 20 de maio, durante um protesto que marcou o 20º Grito da Terra, o governador Tarso Genro subiu em um caminhão, em frente ao Palácio Piratini, e prometeu a entrega do material a partir do dia 10 de junho.

Os cadastros serão repassados pelas entidades sindicais às Coordenadorias Regionais de Saúde, que já receberam os protetores. Após essa etapa, os produtos serão repassados às farmácias de medicamentos especiais.

A direção da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetag) reclama. Conforme a entidade, os agricultores tinham expectativa de receber os itens de proteção individual no momento do cadastramento, já que muitos vivem longe das áreas urbanas dos municípios.

O governo comprou 300 mil frascos, que serão destinados a 129 municípios onde a ascendência é polonesa, italiana e alemã, público que sofre mais com a incidência de câncer de pele. Entre as principais cidades beneficiadas, aparecem Santa Cruz, Venâncio Ares e Vera Cruz. Cada agricultor pode retirar três frascos por ano.

Bookmark and Share