Correio do Povo

Porto Alegre, 26 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
7ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

11/06/2014 08:30 - Atualizado em 11/06/2014 09:11

Francisco condena tráfico de pessoas e trabalho infantil

Papa falou diante das 40 mil pessoas na tradicional audiência geral de quarta-feira

Francisco condena mercadores da morte e denuncia trabalho infantil <br /><b>Crédito: </b>   Vincenzo Pinto / AFP / CP
Francisco condena mercadores da morte e denuncia trabalho infantil
Crédito: Vincenzo Pinto / AFP / CP
Francisco condena mercadores da morte e denuncia trabalho infantil
Crédito: Vincenzo Pinto / AFP / CP

Os "mercadores da morte" e os traficantes de pessoas "terão que prestar contas um dia diante de Deus", afirmou nesta quarta-feira o papa Francisco na praça São Pedro, onde também defendeu a luta contra o trabalho infantil.
"Os mercadores da morte não vêm à praça de São Pedro!" disse Francisco durante a tradicional audiência geral de quarta-feira.

"Acreditam que os corruptos, os que traficam com pessoas e os traficantes de armas estão realmente contentes? Não, porque sabem que mais adiante terão que prestar contas a Deus. Não levarão com eles nem o dinheiro, nem o poder e nem o orgulho. Um dia tudo termina", disse o papa.

Francisco também fez um apelo contra o trabalho infantil diante das 40 mil pessoas reunidas na praça, por ocasião do Dia Mundial de Combate à Exploração do Trabalho Infantil, que será celebrado na quinta-feira. "Dezenas de milhões de crianças, escutem bem, dezenas de milhões de crianças, estão obrigadas a trabalhar em condições
degradantes, expostos a formas de escravidão e exploração, assim como aos abusos, maus-tratos e discriminação", recordou o papa.

"Espero sinceramente que a comunidade internacional possa ampliar a proteção social dos menores para erradicar este flagelo. Renovemos todo nosso empenho, em particular as famílias, para garantir a cada menino e menina a salvaguarda de sua dignidade e a possibilidade de um crescimento saudável", completou.

Em um dia especialmente quente, o papa aconselhou as pessoas mais velhas presentes na praça que permanecessem à sombra sombra e acompanhassem suas palavras pelo telão.


Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.