Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
16º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/06/2014 13:07 - Atualizado em 13/06/2014 13:28

Casal de gaviões terá que deixar imediações do Salgado Filho

Colisões entre aves e aeronaves são comuns em aeroportos

Aves vivem nas imediações do Aeroporto Salgado Filho<br /><b>Crédito: </b> PMPA / Divulgação / CP
Aves vivem nas imediações do Aeroporto Salgado Filho
Crédito: PMPA / Divulgação / CP
Aves vivem nas imediações do Aeroporto Salgado Filho
Crédito: PMPA / Divulgação / CP

Um casal de gaviões da espécie carcará será obrigado a se mudar das imediações do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Os dois estão tentando montar um ninho com a vedação de vidros de carros na avenida das Indústrias. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) desconfia que sejam os mesmos que frequentam a pista do terminal. “Todos os aeroportos têm uma área de segurança de 20 quilômetros. O nosso possui uma equipe contratada somente para cuidar da questão das aves”, explicou a chefe da equipe de fauna silvestre da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Smam), Soraya Ribeiro.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) foi chamada para uma vistoria, mas a remoção ficará sob a responsabilidade da Infraero. Por enquanto, é feita uma avaliação e ainda não há data para o deslocamento. “Ainda não está definido, mas existem vários métodos. Uns usam redes, outros até falcões para capturar”, disse a bióloga. Segundo ela, os animais ainda não começaram a procriação. Quando colocarem ovos, não poderão mais ser retirados. Soraya informou que o casal deverá ser levado para uma área com licença ambiental em Camaquã, mas não é garantia que eles fiquem por lá. “Às vezes eles voltam”, disse. Os quero- queros que viviam no Estádio Olímpico também seguiram para lá.

Colisões entre aves e aviões são comuns nos aeroportos. Elas são responsáveis por acidentes e avarias graves nas aeronaves. “Para evitar os incidentes, trabalhos em conjunto entre a prefeitura e a Infraero são realizados periodicamente, para manter a área do aeroporto sob constante monitoramento”, ressaltou.



Bookmark and Share


Fonte: Karina Reif / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.