Correio do Povo

Porto Alegre, 31 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
17º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

16/06/2014 17:42 - Atualizado em 16/06/2014 18:06

Servidores do Judiciário Federal suspendem greve por um mês e meio no RS

Paralisação foi encerrada após um mês, mas deve ser retomada em agosto

Após um mês de greve, os servidores do Judiciário Federal decidiram, em assembleia realizada nesta segunda-feira na Capital, suspender a paralisação no Rio Grande do Sul. Novas ações, porém, já foram programadas pela categoria. No dia 5 de julho, os servidores fazem um ato em frente ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e nos dias 24 e 31 devem ocorrer paralisações. Foi marcada a data de 5 de agosto para a retomada da greve.

O diretor do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal (Sintrajufe/RS), Cristiano Moreira, explica que houve avanços na negociação das reivindicações. Representantes foram a Brasília, onde uma nota técnica foi entregue ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A intenção é que ela seja aprovada em sessão realizada hoje à tarde, a fim de barrar a PEC 59/2013.

Conforme os servidores, a proposta dá ao Supremo Tribunal Federal (STF) o poder de criar um estatuto conjunto para todos os trabalhadores dos judiciários Estadual e Federal. Com isso, eles podem ser incluídos em uma carreira única, o que, segundo o sindicato, dá liberdade ao Supremo para a retirada de direitos de ambas as categorias.

Também houve avanço na questão salarial, com a inclusão dos valores referentes à reposição salarial no orçamento do próximo ano do Judiciário Federal.

Moreira fala que a intenção da retomada da greve é pressionar o atendimento das demandas, já que, com a troca na presidência do STF, devido à aposentadoria de Joaquim Barbosa uma nova audiência sobre a PEC 59/2013 deve ocorrer em agosto.

Durante a greve, foram afetados serviços das justiças do Trabalho, Federal, Eleitoral e Militar. Entre eles tramitação de processos, cumprimento de mandados e prazos processuais, que ficaram suspensos. 

Bookmark and Share

Fonte: Camila Kila / Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.