Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 17/06/2014
  • 14:30

Com Santos Dumont fechado, torcedores perdem voo para assistir jogos da Copa

Ao todo, 30 voos foram cancelados e, no momento, 25 continuam atrasados

  • Comentários
  • Agência Brasil

O Aeroporto Santos Dumont reabriu para pousos e decolagens, às 10h24, após ficar fechado por mais de quatro horas por causa de um forte nevoeiro nesta terça-feira. Com a suspensão, muitos passageiros ficaram no saguão do aeroporto aguardando e acabaram perdendo jogos da Copa do Mundo, como torcedores que seguiam para Belo Horizonte, para acompanhar a partida entre Bélgica e Argélia, marcada para as 13h, e chegaram a ficar irritados. Parte relatou que não obteve informação das companhias aéreas.

Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), no momento, 25 voos continuam atrasados, já que muitos aviões ainda não conseguiram chegar ao aeroporto. Ao todo, 30 voos foram cancelados. Muitos passageiros se aglomeraram nos balcões da companhias aéreas em busca de informações e devolução do valor da passagem. Foi o caso de torcedores belgas, que deveriam embarcar às 7h58, mas às 12h permaneciam no saguão do Santos Dumont, lamentando não conseguir chegar a tempo para ver a seleção de seu país.

"Queremos o nosso dinheiro de volta. Essa situação é absurda, pagamos pela passagem e contávamos com isso para chegar a Belo Horizonte a tempo do jogo. É decepcionante. Os atendentes das empresas não nos informam de nada, e muitos fingem não falar inglês. Nunca vi algo do tipo. Como isso ocorre durante uma Copa do Mundo? É triste, mas perderemos o jogo da Bélgica por um problema que não é nosso", disse a belga Maxime Clement, de 27 anos.

Na fila dos balcões, brasileiros e torcedores estrangeiros relataram muita gente ficou sentada no chão das salas de embarque, sem informação e previsão de decolagem. Muitos desistiram de esperar. O argelino Mourad Hawaoui, de 35 anos, que seguia para Belo Horizonte, para assistir à estreia da sua seleção, reclamou do atraso de mais de duas horas. "Não temos informação de nada, ficam apenas dizendo para irmos de um lado para outro. Eles não nos informam como temos que proceder nem nos oferecem opções. Isso é normal? [apontando para o balcão onde apenas uma pessoa fazia o atendimento]".

A professora Bernadette Franco, de 62 anos, esperava alguma informação sobre seu voo para Campo Grande, atrasado em duas horas. "Entendo que o nevoeiro coloca em risco a segurança dos passageiros. Queria entender o porquê desse atraso todo, já que alguns voos de algumas companhias estão saindo normalmente para São Paulo, mas os da minha companhia estão quase todos muito atrasados", questionou.

Além do Santos Dumont, o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antonio Carlos Jobim também suspendeu as operações para pousos por mais de uma hora, o que resultou no atraso de 30 voos.

Bookmark and Share