Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
10ºC
Amanhã
16º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/06/2014 14:51 - Atualizado em 17/06/2014 15:40

Holandeses e australianos aproveitam para conhecer Porto Alegre

Torcedores dos dois países estão na Capital para o jogo entre as duas seleções nesta quarta, 13h, no Beira-Rio

Holandeses são facilmente identificados pelas camisas da Laranja Mecânica<br /><b>Crédito: </b> André Ávila
Holandeses são facilmente identificados pelas camisas da Laranja Mecânica
Crédito: André Ávila
Holandeses são facilmente identificados pelas camisas da Laranja Mecânica
Crédito: André Ávila

Enquanto aguardam a partida entre Holanda e Austrália, marcada para as 13h desta quarta-feira no Beira-Rio, os turistas aproveitam para conhecer Porto Alegre. O dia ensolarado contribuiu para a diversão no passeio de Cisne Branco pelo
Guaíba nesta terça-feira pela manhã. Dos 60 passageiros que embarcaram às 10h30min, apenas um era brasileiro. Os demais vinham de diferentes países da Europa, da América Latina e do Oriente Médio.

Os holandeses podiam ser facilmente identificados pelas camisas da Laranja Mecânica. Bebendo cerveja, já se preparavam para embalar a torcida que farão pelo time. “É o nosso café da manhã”, brincou o fotógrafo Marck Paalen, 45 anos, que estava acompanhado de oito amigos. Denominados de “Westland goes Westland”, os torcedores ainda devem passar por São Paulo e Rio de Janeiro. Todos são fanáticos por futebol, tanto que sete deles estiveram também na Copa da África do Sul, há quatro anos. Para o jogo contra os australianos, Paalen até arriscou um placar: 2 a 0. Ele disse que
gostou da cidade, mas saiu de seu país preocupado com as notícias sobre crimes no Brasil. Relógio e carteira estavam escondidos.

Os rivais australianos observavam animados o Centro de Porto Alegre de dentro do barco. A aposentada Lyn Stonebridge, 70 anos, havia chegado de Cuiabá, onde passou três noites. O que chamou a atenção no Brasil foi o clima e a boa comida. Apesar de ela, o marido e o grupo de amigos australianos estarem preparados com os ingressos para torcer, Lyn não era confiante. “Adoraria ganhar, mas o time da Holanda é muito bom, com muitos jovens”, ressaltou.

Ainda comemorando a vitória da França contra Honduras, no domingo, o diretor comercial de Paris Carlos Correa, 58 anos, disse que já esteve sete vezes no Brasil, mas esta foi a primeira em Porto Alegre. Considerou o passeio pelo Guaíba uma bela forma de conhecer uma parte da cidade.

O gerente do Cisne Branco, Alexandre Ávila, contou que o movimento no barco aumentou 70%. Até então, a procura de passageiros havia ficado abaixo das expectativas. A viagem, com duração de uma 1h10min, custa R$ 28 e as informações sobre as oito ilhas pelas quais passa são em português, inglês e espanhol.

O barco Porto Alegre 10, com saída da Usina do Gasômetro, se preparou para receber os estrangeiros e até criou um horário extra às 10h30min, mas nesta terça não havia o mínimo de 15 pessoas para sair o transporte. Como os  australianos Vladmir Jovovic, 58, e Bruck Waddell, 68 anos, não conseguiram embarcar, usaram a manhã para fotografar a paisagem.

Bookmark and Share


Fonte: Karina Reif / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.