Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 20/06/2014
  • 00:12
  • Atualização: 00:27

Jogo da Argentina será o grande teste de segurança em Porto Alegre

Coordenador do CICCR reconhece que partida pode trazer alguns torcedores violentos ao Estado

Coordenador do CICCR reconhece que  partida pode trazer alguns torcedores violentos ao Estado | Foto: Samuel Maciel

Coordenador do CICCR reconhece que partida pode trazer alguns torcedores violentos ao Estado | Foto: Samuel Maciel

  • Comentários
  • Correio do Povo

O jogo entre Argentina e Nigéria é considerado o grande teste para o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), em Porto Alegre. De acordo com o coordenador adjunto do Centro, coronel Antônio Scussel, ainda estão sendo viabilizadas medidas de controle e monitoramento para a chegada dos torcedores argentinos. A vigilância não está sendo feita apenas na Região da Fronteira, mas também na divisa com Santa Catarina e em Torres e Vacaria.

O oficial salientou que, além do enorme número de hermanos que estarão na cidade, a presença dos barra-bravas, conhecidos pela violência, preocupa as autoridades. Tanto que muitos já foram impedidos de entrar no país quando tentavam passar pela fronteira.

O coordenador do CICCR, delegado Sérgio Henrique da Silva, da Polícia Federal, divulgou a primeira avaliação da segurança na Copa do Mundo, em Porto Alegre. “Está sendo propiciado um ótimo nível de segurança”, constatou. “Há uma situação praticamente de normalidade, apesar do grande fluxo de pessoas, sobretudo estrangeiras”. De acordo com Silva, o CICCR possibilitou o aumento da “capacidade de resposta e da velocidade com que são respondidas as ameaças eventualmente identificadas”.

Entre todas as tecnologias recebidas para garantir a segurança do evento, o destaque é o emprego do imageador aéreo, acoplado ao helicóptero da Brigada Militar. Esse equipamento possui visão noturna com sensores infravermelho e térmico. A câmera é capaz de captar imagens de alta resolução com a aeronave voando a uma altura de 3 mil pés. Um dos exemplos da utilidade da tecnologia ocorreu quando o helicóptero da BM acompanhou o deslocamento da seleção do Equador do hotel Vila Ventura, em Viamão, até o Aeroporto Salgado Filho. O ônibus com os jogadores também teve a escolta tradicional, formando um comboio.

Bookmark and Share