Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 20/06/2014
  • 07:46
  • Atualização: 13:01

Começa julgamento em apelação de Berlusconi

Defesa solicitará redução de pena anunciada em primeira estância de sete anos de prisão

Defesa solitatá redução de pena de sete anos de prisão | Foto: Controluce / AFP / CP

Defesa solitatá redução de pena de sete anos de prisão | Foto: Controluce / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O julgamento em apelação de Silvio Berlusconi pelo caso Rubygate, no qual é acusado de prostituição e abuso de poder, começou nesta sexta-feira em Milão, sem a presença do ex-primeiro-ministro italiano.

Berlusconi, 77 anos, não compareceu à primeira audiência, centrada em questões técnicas de procedimento. A novidade ficou por conta dos advogados do acusado, Franco Coppi e Filippo Dinacci.

Os defensores históricos de Berlusconi, Niccolo Ghedini e Piero Long, estão sendo investigados pela promotoria de Milão, que os considera suspeitos de corrupção de testemunhas no julgamento em primeira instância do Rubygate.

A defesa solicitará a redução da pena anunciada em primeira instância, em junho de 2013, de sete anos de prisão, com os direitos políticos cassados para o resto da vida.

"Il Cavaliere" foi condenado por ter remunerado diversas vezes por serviços sexuais, entre fevereiro e maio de 2010, Karima El Mahroug, conhecida como "Ruby rouba corações", que era menor de idade na época.

Também foi condenado por abuso de poder ao ter pressionado, como chefe de Governo, o chefe de polícia de Milão para que libertasse Ruby, que havia sido detida por roubo.

Atualmente, Berlusconi, que teve três mandatos de primeiro-ministro, cumpre em um centro especializado em enfermos com o mal de Alzheimer, perto de Milão, uma condenação a um ano de serviços sociais por fraude fiscal.

Bookmark and Share