Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 20/06/2014
  • 14:17
  • Atualização: 14:18

PRB deixa cargos no governo Tarso a partir de segunda-feira

Cerca de 40 postos devem ser desocupados no Executivo gaúcho

  • Comentários
  • Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba

Após a decisão dessa quinta do PRB, de coligar com os progressistas para as eleições de outubro, a saída do governo deve se iniciar na próxima segunda-feira. Parte dos 40 filiados do PRB hoje ocupando Cargos de Confiança passarão a deixar as vagas, dentre as quais o secretariado adjunto da Saúde e o comando da Fadergs, as mais cobiçadas. O secretário chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, lamentou a saída dos republicanos, mas avaliou que isso não representa que a parceria deu errado.

O presidente estadual do PRB, Carlos Gomes, defendeu a coligação em função das chapas proporcionais para a Assembleia Legislativa e para a Câmara dos Deputados. Em nível estadual, a aliança gira em torno do PRB, PSDB e Solidariedade. Já para a Câmara Federal, a união deve ter o PRB, o PP, o PSDB e o SDD. Serão vinte republicanos concorrendo à Assembleia Legislativa e seis à Câmara dos Deputados.

Na chapa majoritária, ainda é possível haver indicação para o Senado. O ex-secretário da segurança José Francisco Mallmann e o vereador Waldir Canal são os nomes cotados pelo PRB para o cargo.

O prazo final para as definições termina no dia 30, conforme a lei eleitoral.

Bookmark and Share